Contagem de pessoas

A contagem de tráfego já não é suficiente

Houve tempos em que a indústria de retalho conseguia melhorar o desempenho dos seus negócios tendo por base somente os contadores de pessoas, sabendo quem entrava na loja ou centro comercial e quando.

No entanto, a complexidade do moderno consumidor multicanal veio alterar as regras do jogo e as empresas devem agora compreender o seu comportamento com maior detalhe, para conseguirem lucrar com isso.

Ainda existe um papel para a tecnologia de contagem de pessoas?

A tecnologia de contagem de tráfego no retalho não está obsoleta, mas deve hoje em dia funcionar como a base de um relacionamento mais profundo e detalhado. Os retalhistas e centros comerciais devem complementar a contagem de pessoas com soluções que disponibilizem um conhecimento mais profundo sobre os locais por onde os consumidores passam ao longo do seu percurso, quanto tempo se detêm em cada local e quantas visitas se convertem em vendas efetivas.

Ao fazê-lo, a industria de retalho pode começar a criar um panorama que lhe permita compreender a sua base de clientes, muito para além do “momento” específico de tempo que um contador de tráfego no retalho proporciona. Uma informação valiosa não se limita a criar perfis detalhados de clientes, mas deve poder destacar imediatamente pontos de aperfeiçoamento.