A relevância das escalas para uma equipa de sucesso

Pode estar a trabalhar arduamente para atrair consumidores, satisfazer as suas exigências e obter conversões — mas estará a ter em conta o papel que os seus colaboradores desempenham nesta equação?

A perícia dos vendedores é um dos principais recursos dos retalhistas. Para além de garantir que o negócio corre bem a nível operacional, a equipa de vendedores é essencial para garantir um bom serviço aos clientes, uma vez que prestam aconselhamento aos consumidores e transmitem a confiança que os leva a efetuar a transação.

Mas, por melhor que uma equipa de loja seja, não obterá bons resultados se a escala de trabalho e a quantidade de mão de obra, não for construída com base numa compreensão holística do comportamento dos consumidores.

Examinar a efetividade da sua escala de colaboradores e dominar a capacidade de otimizar o rácio Consumidores-Colaboradores (STAR) nas lojas, pode trazer resultados impressionantes. A McKinsey escreve que os retalhistas que são líderes de mercado – desde cadeias de supermercados europeus até especialistas de vendas em mercados emergentes – que dedicaram mais atenção às escalas de trabalho e ao orçamento, pouparam entre 4% e 12% em custos, prestando, em simultâneo, um melhor serviço aos seus clientes.

Os seus colaboradores estão preparados para obter um bom desempenho nas horas de pico?

Apesar da escala de pessoal ser sempre importante, torna-se ainda mais relevante nos períodos em que existem maiores possibilidade de vendas. Seja durante a correria do regresso às aulas ou na Black Friday, o calendário do retalho está recheado de momentos que geram um maior fluxo de tráfego e possuir o nível adequado de colaboradores, é crucial para capitalizar estas oportunidades.

Ao subestimar a procura, os retalhistas podem perder um número substancial de vendas, uma vez que as filas de pagamento longas e a falta de colaboradores para dar apoio aos clientes, provoca frustração e conduz ao abandono da loja.

Conhecer os momentos em que as suas vendas vão usufruir de um pico de tráfego, é crucial nos dias que correm — já não é suficiente fazer pressupostos baseados no instinto. E isto, não significa saber somente os dias que irão ser mais ocupados — precisa de compreender os padrões de tráfego à hora, para que possa otimizar a escala de trabalho ao longo do dia.

Otimizar o serviço a clientes, hora a hora

Conhecer a quantidade de tráfego que as lojas vão receber numa base horária, é algo que muitos retalhistas ainda não exploraram. No entanto, é essencial que os gestores de loja saibam quantos consumidores visitam a sua loja e quando, se quiserem tomar decisões eficazes, no dia-a-dia.

Na posse deste conhecimento, os retalhistas podem garantir que os seus colaboradores não estão a desempenhar tarefas de armazém ou reposição, quando são precisos na zona de vendas ou que, os melhores membros da equipa não estão a fazer um intervalo, todos ao mesmo tempo.

Os retalhistas que conseguirem prever mais eficazmente que membros da sua equipa serão necessários e quando, estão melhor posicionados para capitalizar as oportunidades de venda. E, garantir que os membros da equipa estão a ser utilizados de forma eficaz, pode promover a produtividade e a moral, isto, enquanto se presta um melhor serviço ao cliente.

O novo infográfico da ShopperTrak, 6 Estratégias Para Uma Equipa Mais Inteligente, pode ajudá-lo a otimizar a sua força de vendas. Veja como é que as nossas mudanças estratégicas podem aumentar o poder dos seus colaboradores.

Share:
0 Comments

Comments are closed

Back