O que podem esperar os retalhistas europeus da Black Friday 2017?

Goste-se ou não, a Black Friday está a tornar-se numa data a reter no calendário do consumo europeu. Este ano, ocorre no dia 24 de Novembro e muitos retalhistas vão oferecer descontos generosos, procurando aumentar o tráfego de clientes, assegurar vendas e despertar o espírito de Natal.

Prevê-se que em toda a Europa, este dia registe aumentos de tráfego substanciais, comparativamente às outras sextas-feiras de Novembro. Os dados revelam uma tendência para Espanha assinalar este dia com um aumento de +45% no tráfego de consumidores, enquanto que a Itália e a Alemanha podem registar subidas de +40% e +30%, respetivamente. À semelhança destes, o Reino Unido e a França podem verificar aumentos na ordem dos +20% e +8%, respetivamente. As deslocações antecipadas que se verificaram em anos anteriores no Reino Unido e França, podem ser menos significativas este ano, uma vez que a atividade promocional se vai estender por vários dias em vez de ocorrer num único dia.

Prolongar o efeito Black Friday

A ShopperTrak verificou que está a ocorrer uma empolgante tendência, na Europa, relativamente à Black Friday: os dados de tráfego dos últimos dois anos, confirmam que muitos retalhistas, em particular os franceses e os britânicos, estão a estender as promoções e atividades nas lojas, para além do próprio dia. O objetivo é convencer os consumidores a interagir com estas campanhas por um período mais longo, com as vendas de “Fim-de-semana Black Friday” e “Semana Black Friday” a surgirem um pouco por todo o lado, segundo os relatórios da GlobalData e da imprensa europeia.

Os dados da ShopperTrak indicam que em França, onde as promoções da Black Friday são lançadas alguns dias antes da sexta-feira propriamente dita, as lojas podem esperar por um aumento generalizado de tráfego, na ordem dos +6%, nos dias 20, 21, 22 e 23 de Novembro de 2017, comparativamente às médias dos mesmos dias da semana, registadas no resto do mês de Novembro. No Reino Unido, as compras da Black Friday são igualmente prolongadas a uma semana completa, promovendo o aumento de tráfego nas lojas. A ShopperTrak prevê que as lojas e os centros comerciais britânicos vão registar um crescimento diário de +3%, de 20 a 23 de Novembro, relativamente às médias diárias do mês.

Despertar antecipadamente o espírito de Natal

A melhor parte é que as promoções da Black Friday despertam o espírito natalício. De acordo com os dados da ShopperTrak, muitos países europeus estão a verificar que os picos de tráfego começam neste dia ou no sábado imediatamente a seguir.

Isto é claramente demonstrado no caso espanhol, onde a Black Friday foi o quinto dia mais movimentado da estação natalícia em 2015 (27 de Novembro) e 2016 (25 de Novembro). Para além disso, os dados da ShoperTrak mostram que o sábado imediatamente a seguir à Black Fiday, em 2016 (26 de Novembro), foi o 4º dia mais movimentado da época, nas lojas alemãs e britânicas. Em França, o mesmo Sábado foi o 3º dia mais movimentado da época natalícia de 2016.

O crescimento que os retalhistas podem gerar nas vendas é notável. No ano passado, o departamento britânico da cadeia de lojas John Lewis divulgou vendas na semana da Black Friday na ordem dos 200 milhões de libras esterlinas, um aumento de 6,5%, comparativamente à mesma semana do ano anterior. Foi a melhor semana de sempre da história comercial da John Lewis e incluiu igualmente o melhor dia de sempre da empresa, a sexta-feira 25 de Novembro.

Deve esperar-se um aumento da afluência na Black Friday

O Reino Unido, demonstrou uma ligação forte com a Black Friday, nos últimos três anos e a imprensa sugere que os retalhistas — como a Currys e a Argos — este ano, estarão mais competitivos que nunca.

Os retalhistas franceses também estão a adotar este evento. Grandes retalhistas, como a Darty e a FNAC declararam ter tido bastante sucesso em 2015 e 2016 e, estão certamente, a trabalhar para alcançar um novo sucesso em 2017. Nos restantes países do continente europeu, existe um crescimento de interesse, relativamente à Black Friday, particularmente na Alemanha, Itália e Espanha, de acordo com a Euromonitor.

Os retalhistas estão de olhos postos no prémio que a Black Friday lhes pode trazer e que é um espetacular aumento do volume de vendas, mas isto só vai acontecer se o evento for planeado meticulosamente e executado com cuidado. É imprescindível possuir um conhecimento prévio do evento, para que quando surgir a avalanche de clientes, as lojas possam ter o inventário devidamente preparado, com o nível de pessoal adequado e prontas a prestar um bom serviço, capitalizando dessa forma esta oportunidade.

É um desafio, mas saber o que esperar é ganhar metade da batalha. O acesso a dados de tráfego a nível histórico e em tempo real, pode definir o percurso para o sucesso na Black Friday, maximizando as vendas e a interação com os clientes, constituindo ainda um poderoso conjunto de informações para o futuro. A Black Friday veio para ficar e com as ferramentas certas, os retalhistas europeus vão seguramente tirar partido dela.

A ShopperTrak produziu um infográfico para ajudar os retalhistas a compreender a forma como os picos sazonais afetam as suas empresas. Descarregue aqui o infográfico.

Share:
0 Comments

Comments are closed

Back