Saldos de Verão: 5 formas de realizar vendas e reter consumidores

Artigo
Por ShopperTrak on 15-08-18

Os saldos de verão são vistos, frequentemente, pelos retalhistas, como um exercício para escoar stocks, mas para os milhões de consumidores europeus, a possibilidade de comprarem artigos a preços mais reduzidos este é um dos pontos altos do ano. Ajudadas pelos descontos de final de estação, as lojas ganham uma nova dinâmica e são aquelas que oferecem melhores negócios, melhores produtos e melhor serviço que asseguram o maior número de vendas e um melhor nível de fidelização.

Na Itália, os “Saldi Estivi”, arrancaram no início de Julho e as lojas viram o tráfego aumentar +30% logo no primeiro fim‑de‑semana (face à média), de acordo com os Dados da ShopperTrak. Os retalhistas italianos, britânicos, franceses, polacos e portugueses, utilizam com frequência táticas de redução de preços graduais ao longo da longa época de saldos, para manterem vivo o interesse dos consumidores, movimentarem o stock e manterem as caixas a faturar até ao final de Agosto/início de Setembro.

Em 2017, três em cada quatro franceses (75,5%), aproveitaram os saldos de verão para fazer compras, de acordo com um estudo da Toluna para a LSA, tendo reduzido 1,3 pontos percentuais, relativamente a 2016. Os consumidores gastaram 177,24€, em média, durante as primeiras cinco semanas de saldos. 42,6% destes efetuaram compras via internet, contra 46,3% que preferiram os centros comerciais, 35,6% em supermercados e 31,7% em lojas de rua.

É sabido que a concorrência aperta durante os saldos de verão, por isso o que podem fazer os retalhistas para se destacarem e gerarem o maior número possível de conversões?

Evitar a quebra do serviço prestado aos clientes

Mesmo com os preços a preços mais reduzidos, os seus clientes esperam e merecem uma boa experiência de consumo. A disponibilidade de elementos da equipa de frente loja e de suporte aos clientes é uma das áreas mais relevantes, onde se podem obter ganhos elevados no caso das lojas físicas. Isto aplica-se particularmente no período de saldos de verão, quando a falta de assistência junto aos provadores pode acabar com uma venda potencial em poucos segundos. Alinhar as escalas da equipa aos padrões conhecidos de visitas no decorrer dos picos de vendas, é essencial. Utilize os seus dados de tráfego para assegurar que os recursos das lojas estão otimizados e evitar que os consumidores que procuram boas oportunidades, saiam de mãos a abanar. Até os pequenos detalhes, como cumprimentar os clientes quando entram ou oferecer uma bebida fresca, pode fazer a diferença.

A equipa e a tecnologia podem agilizar os pagamentos

Um dos pontos mais relevantes dos saldos de verão é o tempo de espera para pagamento. Garanta que tem vários postos a funcionar, pessoal com formação nessa área e que planeou tudo para maximizar a velocidade dos pagamentos. Implementar terminais EPOS que possam funcionar com dispositivos móveis, como iPads é um bom investimento. Com este tipo de dispositivos, a equipa pode disponibilizar informação imediata a partir do inventário, bem como processar pagamentos em qualquer ponto da loja. Usar os dados de tráfego para saber quando será provável ter maiores picos nos pagamentos, pode ajudar a equipa a ajustar-se a estes períodos de maior exigência.

Aproxime-se dos clientes usando o marketing móvel

No verão, os consumidores estão em movimento, confiando fortemente nos seus telemóveis e outros dispositivos portáteis, em termos de informação e conectividade. Uma campanha de marketing assente nos dispositivos móveis, maximiza a possibilidade de interação. Uma APP é uma excelente forma de apresentar o seu negócio e as oportunidades de verão.

Com mensagens enviadas para os dispositivos móveis, mesmo quando estão dentro nas lojas, irá impressionar os clientes, proporcionando-lhes uma boa experiência e bons preços. Medir o aumento do tráfego e as melhorias na taxa de conversão, fornecerá ao departamento de marketing uma maior riqueza de dados e ajudará a planear campanhas futuras.

Utilize os dados para acabar com o caos

Os retalhistas anseiam por ter as lojas sempre apinhadas de gente durante os saldos de verão, mas esta realidade pode ser frustrante ou mesmo desconfortável para os consumidores. Organizar as suas lojas para que a experiência de consumo seja a mais conveniente e intuitiva possível, permitirá que os consumidores possam ter uma estadia agradável e continuem a regressar no futuro. A analítica de interior dará informações preciosas sobre as zonas da loja com maior concentração de clientes nas horas de pico e quais são as menos visitadas. Lembre-se de utilizar sinalética que indique onde se encontram os artigos em saldo, destaque as suas melhores ofertas e garanta uma boa acessibilidade a essas áreas.

Valorize também os seus artigos sem desconto

A manutenção de um visual de loja apelativo irá aumentar o tempo de permanência dos visitantes e ajudar a seduzir os consumidores que passam, durante o período de saldos. Ao expor os artigos novos que não estão com redução de preços nos pontos de maior afluência, poderá gerar interesse nos clientes e pode ajudar a aumentar os valores médios por transação, se estes gostarem do que veem. A analítica de tráfego irá indicar quais as lojas que estão a fazer maiores conversões com as novas gamas de artigos, para que possa adaptar a estratégia de preços à procura local.

Ultrapassar as expetativas dos clientes vale sempre a pena e agradar aos consumidores durante os saldos de verão pode ser excelente para reforçar a marca e sedimentar a confiança rumo à época natalícia. É, por isso, muito relevante, disponibilizar um serviço de excelência, ajustado de acordo com a informação estratégica disponível, para que as suas lojas se possam destacar da concorrência.

Se quer melhorar o desempenho das suas lojas, utilizando os dados de tráfego, contate a ShopperTrak.

Leia mais publicações de ShopperTrak