Como é que a alteração das leis relativas às vendas ao Domingo se irá reflectir no índice de frequência semanal?

Artigo
Por ShopperTrak on 01-05-15

O comércio ao Domingo é um conceito que parece ter dividido a Europa. Considerado por muitos como dia de descanso, é prática comum o comércio a retalho reflectir igualmente esta ideia, com algumas marcas a encerrar as suas lojas completamente neste dia.

Por muitos anos a França encontrava-se nesta categoria, com as lojas a encerrar as portas ao final da semana, com excepção de 5 Domingos por ano. No entanto, no início deste ano, foi anunciado que esta prática vai mudar com todas as lojas francesas a serem autorizadas a abrir 12 Domingos por ano. Áreas nitidamente turísticas como Paris e alguns centros comerciais fora dos centros urbanos, podem agora abrir ao público todos os Domingos de forma a atrair mais visitantes.

Enquanto estas parecem ser boas notícias para a comunidade de retalhistas e centros comerciais, como irá este aligeirar das regras do comércio ao Domingo afectar a frequência o resto da semana?

No decorrer dos últimos cinco anos, a nossa monitorização da frequência tem registado em França um pico claro aos Sábados de manhã, que é de longe o dia mais popular para os consumidores se dirigirem às lojas. O tráfego nos restantes dias da semana permanece bastante equilibrado, uma vez que os consumidores que não podem fazer compras ao Sábado vão aproveitando esses dias para comprar os seus bens essenciais.

O que deve ser esperado em França, à medida que as regras do comércio se alteram? De seguida apresentamos alguma informação sobre a forma como as diferentes leis relativamente à abertura do comércio ao Domingo têm impacto noutros mercados europeus.

 

Reino Unido
No Reino Unido, apenas as lojas com uma área superior a 278 m2 estão autorizadas a abrir ao Domingo por seis horas consecutivas, entre as 10 da manhã e as 6 da tarde. Os pequenos retalhistas, tais como as lojas situadas nos aeroportos, em estações ferroviárias e nos centros turísticos, estão igualmente autorizadas a abrir.

É interessante verificar, que apesar da disponibilidade de certas lojas ao Domingo, os consumidores britânicos preferem fazer compras nas enchentes de Sábado. De facto, neste dia regista-se +20% da frequência semanal, comparativamente com apenas +8% aos Domingos. Há, no entanto a registar que desde 2010, esta tendência para comprar ao Domingo subiu +0,7%.

A frequência é bastante consistente nos restantes dias da semana, com a terça-feira a ser o dia menos popular para compras.

 

Alemanha
A Alemanha tem uma das leis mais restritivas da Europa no que toca ao comércio – as lojas apenas estão autorizadas a abrir nos dias de semana, das 7 horas da manhã às 6 horas e 30 minutos da tarde e somente até às 2 da tarde aos Sábados. Para já, o comércio ao Domingo está limitado às estações de comboio, aeroportos e estações de serviço.

Tal como no Reino Unido, a média semanal da frequência ao Sábado é de +20% e mesmo com um reduzido horário de abertura, isso não impede os consumidores de fazer as suas compras, como muitos poderiam assumir. As Sextas-feiras também são bastante populares, atraindo +18% da frequência semanal. Apesar das lojas se encontrarem encerradas aos Domingos, os consumidores não parecem precipitar-se para as lojas no dia seguinte, pois as Segundas-feiras registam o índice de frequência mais baixo.

 

Polónia
Comparativamente com a Alemanha, a Polónia tem uma atitude bastante mais relaxada relativamente ao comércio a retalho, impondo poucas restrições aos Domingos. De facto, as horas de comércio são as mesmas que ao Sábado, com as lojas abertas até às 9 horas da noite.

A frequência média ao longo de cada dia da semana tem ganho estabilidade nos últimos 5 anos. A Sexta-feira e o Sábado são apenas ligeiramente mais populares que os restantes dias, contabilizando cada dia +16% da frequência semanal da Polónia. Ao Domingo regista-se +12% da frequência semanal e nos restantes dias esta é de +13% a +15%, pelo que não há um dia que se destaque dos restantes. Não é por isso relevante que ao Domingo a frequência tenha aumentado +0,6%, nos últimos 5 anos.

 

Como estes resultados demonstram, o Sábado continua a ser o dia mais popular da semana para se fazer compras, independentemente das regras impostas ao comércio, apesar de pouco a pouco as compras ao Domingo começarem a despertar o interesse dos consumidores em toda a Europa.

Não há dúvida que o abrandamento das leis em França irá contar igualmente com o factor novidade, pelo que será crucial para as lojas e para os centros comerciais terem equipas à altura e analisarem os padrões de frequência ao longo dos próximos meses para perceberem como o tráfego se vai ajustando à luz das novas regras.

Todos os resultados apresentados se baseiam na análise de informação original da Footfall. Para mais detalhes sobre a frequência no seu país, visite a secção de tendências da nossa página na internet.

A FootFall ajuda os negócios de vendas a retalho a analisar os padrões diários de frequência através das suas soluções Site Analytics para Retalhistas e Site Analytics para Centros Comerciais.

 

Leia mais publicações de ShopperTrak